Employee Experience: O que é? Como aplicar? Quais benefícios?

O relacionamento que os colaboradores possuem com a empresa em que trabalham é algo decisivo para o crescimento da empresa e desenvolvimento de qualidade. E para isso, cada vez mais empresas estão utilizando o conceito de Employee Experience. Você sabe o que é Employee Experience e qual a importância que possui?

Neste artigo você vai entender o que é Employee Experience, vai descobrir como aplicar e qual a real importância que a implementação tem em uma empresa. Acompanhe e saiba as principais informações!

O employee experience é a nova tendência corporativa, de gestão de recursos e pessoas. Esse conceito vem ganhando bastante força no mercado internacional e promete chegar acompanhado de grandes benefícios para as empresas brasileiras.

A difusão deste novo conceito, cresce justamente em uma época em que toda a maneira como enxergamos e convivemos com o mercado de trabalho apresenta mudanças drásticas. Em paralelo, também se consolida, cada dia mais, uma visão global de que vivemos a era da experiência. Uma boa experiência pode ser a responsável por uma decisão de compra, pela satisfação do cliente, pela compreensão de uma informação importante, a fidelização de consumidores, e agora também é foco dessa nova metodologia que prioriza a experiência de colaboradores com suas contratantes.

Acompanhe esse artigo e conheça um pouco mais sobre o Employee Experience.

Descubra o que é Employee Experience

O conceito de Employee Experience, em termos práticos, é a experiência do funcionário no seu cotidiano de trabalho. Quando implementado por uma empresa, significa que está terá como foco das decisões estratégicas do RH prezar pelo bem-estar e a satisfação dos colaboradores e das equipes.

Pensar em experiência, é pensar no todo. Na maneira como o colaborador se relaciona com o ambiente físico ou digital da empresa, na qualidade e facilidade de comunicação com líderes e colegas, planos de carreira e salários e benefícios justos, oportunidades de desenvolvimentos, entre tantas outras. Todos os momentos em que o colaborador se relaciona com a empresa, ele está tendo uma experiência. 

O employee experience tem como objetivo, estudar e construir um processo linear e coerente que garanta que o colaborador tenha boas experiências em todas as etapas da sua jornada corporativa. 

O sucesso desta metodologia vai depender muito de organização e um comprometimento multidisciplinar que garanta a consistência na jornada, comunicação, alinhamento cultural. 

Os pontos dessa experiência não devem ser analisados de forma isolada, o RH deve tratar todos em conjunto, pois somente com o êxito em todos os quesitos da colaboração do profissional com a empresa, é que se pode dizer que o conceito de Employee Experience está sendo aplicado de forma correta e eficiente.

Ao considerar a qualidade da experiência do funcionário e elaborar estratégias para que ela seja a melhor possível para o colaborador, a empresa não está apenas beneficiando o funcionário, como também a si própria.

Benefícios do employee experience

Por ser uma estratégia que privilegia a linearidade da experiência, em todos os pontos de contato do colaborador, seus benefícios também podem ser percebidos em cada etapa da jornada. 

A tendência é que a empresa tenha funcionários mais engajados e consequentemente, com melhores performances, o que impacta diretamente nos resultados e na geração de lucro. A partir do engajamento e satisfação, também será possível notar o impacto da estratégia na redução do turnover, se os colaboradores estiverem felizes com suas atividades, relacionamento com a empresa e possibilidades de desenvolvimento são menos propensos a buscar outras oportunidades, reduzindo assim o investimento em recrutamento e treinamento. Outro impacto pode ser percebido justamente na etapa de atração de talentos, uma vez que os colaboradores da empresa são satisfeitos, isso melhora a imagem de marca empregadora e beneficia as novas contratações. 

Isso tudo em decorrência na melhor qualidade de vida que os colaboradores terão, tanto dentro quanto fora da empresa.

Com estratégias direcionadas para melhorar o bem-estar do funcionário se torna possível fazer com que ele tenha um ambiente mais propício ao trabalho, com mais incentivos e motivações em todas as áreas, resultando em um avanço no rendimento.

Sendo assim, para ter sucesso na empresa, é grande a importância de aplicação da experiência do colaborador.

Como aplicar o Employee Experience?

Para aplicar e criar estratégias voltadas à experiência do colaborador a empresa deve se atentar a algumas questões que vão desde o momento da seleção de talentos, até a parte de retenção.

A começar pelo recrutamento, essa é a primeira experiência que o colaborador terá com sua empresa e a chance perfeita para começar o relacionamento com o pé direito. Foque em estruturar um perfil claro do que buscam e atividades que serão realizadas pelo profissional. Desde o início mantenha o candidato informado sobre etapas do processo seletivo, bem como prazos e retornos. Clareza nas informações é tão importante quanto um pacote de salário e benefícios competitivos.

Após a contratação, aposte em estratégias para introduzir o profissional na equipe, apresentar os objetivos da empresa, pessoas chave que irão apoiar na adaptação, explicar processos e práticas, além da cultura de forma que ele se sinta parte da empresa e tenha um aprendizado de qualidade e rápido do setor em que ele irá atuar.

Ademais, focar no engajamento do colaborador é algo fundamental. Para que ele seja produtivo engajado e sempre alinhado com os objetivos da empresa, os interesses dele precisam estar sendo atendidos.

Outra parte fundamental da implementação de Employee Experience é o foco na retenção de talentos. Uma vez que a empresa conseguiu recrutar os melhores colaboradores e está investindo em estratégias para tornar a participação do profissional a melhor possível, focar na retenção é crucial para que tudo não seja em vão.

Para isso, ofereça oportunidade de crescimento e desenvolvimento dentro da empresa, para que ele tenha como ter conquistas profissionais e também pessoais. Lembrando que a remuneração não é a única questão  importante nesse conceito, muito pelo contrário. O salário é parte importante da experiência do colaborador, mas apenas ele não será o suficiente para impedir um talento de trocar a sua empresa por outra.


Chegando ao final do artigo você conseguiu entender o que é o conceito da experiência do funcionário, qual a importância de utilizar Employee Experience em uma empresa, bem como já sabe como aplicar e quais as vantagens que isso tudo pode proporcionar.

Além disso, existem diversos mecanismos e ferramentas que podem ajudar a empresa na introdução desse processo. Ferramentas que auxiliam na comunicação entre empresa e colaborador, bem como que facilitem o RH a mensurar resultados e a obter as respostas de ações e estratégias aplicadas.

Ademais, na parte de gestão também existem ferramentas que podem ser cruciais nesse momento, como as que podem ser integradas com outros sistemas já utilizados na empresa e ajudem a pesquisar reações, simplificar rotinas e melhorar a experiência do colaborador.

Como resultado, é possível perceber que o tempo e o investimento realizado para obter o mais alto nível dentro da Employee Experience é compensador e vale muito a pena, sendo o motivo de cada vez mais empresas ao redor do mundo estarem adeptas desse conceito.

Deixe uma resposta