O que esperar da comunicação interna em 2021.

O ano está chegando ao fim, para felicidade de muitos. Não há como dizer que 2020 foi um ano fácil, ele trouxe grandes desafios para a vida profissional e também pessoal de todos nós. Mas, apesar de todo o caos, é preciso reconhecer que houve um  intenso avanço de digitalização, até mesmo em mercados que não tinham expectativas de introdução à tecnologia. E este é um ponto extremamente positivo.

Junto com este crescimento tecnológico, também esteve em destaque o papel do profissional de comunicação dentro das empresas. Mais do que nunca, neste ano, ele precisou fazer parte da tomada de decisões estratégicas e foi um dos protagonistas do meio corporativo. 

Para 2021, nossa expectativa é que a crise se vá e o protagonismo perdure. Separamos neste post algumas previsões para o mercado de comunicação interna no próximo ano: 

Maior valorização da Comunicação Interna

Empresas e colaboradores compreenderam a necessidade de uma comunicação interna de qualidade, assertiva. Por conta disso, houve e haverá maior valorização  da área enquanto ferramenta para melhorar as operações. Sendo inovação por parte de organizações que não valorizavam esse trabalho e aperfeiçoamento de outras, que já investiam em CI.

Em meados de março quando as rotinas de trabalho precisaram mudar drasticamente, empresas que já trabalhavam seus fluxos de comunicação e contavam com planos de contingência de crise conseguiram fazer a adaptação de maneira muito mais suave. Os colaboradores já conheciam os canais corretos onde deviam buscar informação. Essas empresas tiveram a oportunidade de conhecer os benefícios de uma estratégia contínua, e a tendência é que continuem investindo na área que proporcionou uma adaptação tranquila.

Já empresas que ainda não eram preparadas, perceberam o gap na interação com colaboradores e compreenderam que nos dias atuais não podemos mais contar apenas com o contato presencial para construir um relacionamento. O que nos leva ao próximo ponto.

A importância da CI para o trabalho remoto

O trabalho remoto, home office, veio para ficar. Neste ano, fomos forçados a ficar em casa e essa experiência, que foi imposta a muitas empresas, acabou fazendo com que as mesmas enxergassem a modalidade remota com outros olhos. Além de tirar o estigma a respeito da produtividade, que em muitos casos foi mais alta no home office do que era no presencial, também apresentou vantagens financeiras, uma vez que as empresas conseguiram continuar funcionando, mesmo longe de suas estruturas físicas robustas (e caras).  Mas, quando tiramos o fator ambiente da equação, precisamos somar a ela novas estratégias capazes de gerar o mesmo nível de interação à distância. Aí entra a comunicação interna, desenvolvendo novas estratégias que fomentem o engajamento através de novos canais digitais, que cheguem a todos, sem distinção. 

Aumento da presença digital

Conforme comentamos no início do conteúdo, a crescente digital já marcou 2020. E nós acreditamos que vai continuar em ritmo acelerado, no próximo ano. A flexibilização do trabalho presencial X remoto praticamente impõe que os fluxos comunicacionais sejam transportados para o mundo digital. Isso se aplica a canais de comunicação, ferramentas de interação entre equipes, soluções para gestão de projetos e de acompanhamento de tarefas. 

Presença de indicadores estratégicos

Essa não é uma tendência nova, mas deve ganhar ainda mais destaque no próximo ano. Os dados tem o poder de trazer uma visão mais estratégica para a área da CI, trazendo insights a respeito dos pontos fortes da comunicação e também oportunidade de aprimoramento. A distância física, tornou a análise de indicadores ainda mais relevante, uma vez que mensurar a performance de uma ação de comunicação se baseando na observação, já não é mais possível. Essa nova maneira de analisar a CI deve trazer muitos benefícios.

A CI a serviço da saúde dos colaboradores

Por fim, vamos falar de um assunto que já permeia o mundo corporativo: bem-estar dos funcionários. Esse tema se fez ainda mais relevante durante a pandemia. Esperamos que a Comunicação interna tenha um papel mais ativo no acompanhamento da saúde (física e mental) dos colaboradores, criando espaços para diálogo, fomentando conteúdos sobre prevenção de doenças e até mesmo, em parceria com área de pessoas, oferecendo suporte aos colaboradores que precisarem de apoio profissional.  .

As expectativas para 2021 são altas, e nós acreditamos que este ano tem um potencial enorme para ser o ano de ouro da Comunicação Interna. 

O Comunica.in, desde sempre encoraja a transformação da área pautando temas sobre mensuração, inovação, práticas inovadoras e principalmente a transformação digital. Por isso, oferecemos 6 canais digitais 100% mensuráveis e integrados para empoderar os profissionais de CI e simplificar rotinas operacionais. Que tal começar o ano levando a mudança para a sua empresa? 

Deixe uma resposta